Sistema Educacional

Sendo Jaicós uma aldeia de índios, João Pereira Caldas mandou fundar uma escola para índios, sendo que homens e mulheres estudavam em salas diferentes. E o comando destas ficavam a comando do Padre daquela época. Isto em 1.761.
Mais tarde foi oficializada a primeira escola regular do Piauí fundada em Jaicós na Boa Esperança (hoje atual Padre Marcos), fundada pelo Padre Marcos de Araújo Costa, em 1.820, sendo ele próprio o professor. E quem estudasse nessa escola tinha a preparação para se ingressar na Universidade de Coimbra - Portugal (1.820).
No final do século XIX para o começo do século XX, existia no município de Jaicós, os professores ambulantes que as famílias que tinham condições pagavam para ensinar seus filhos, ministrando as aulas onde eram convocados, reunindo várias famílias para formar a turma. Muitas vezes, as pessoas que tinham condições contratavam o professor só para seus filhos.

    Sendo estes os primeiros professores leigos de Jaicós:
  • Desidério
  • Moisés Francisco da Costa
  • Sinhá Bessa Luz
  • Josefa Bessa Luz

     

Em 1.931, Jaicós recebeu a primeira escola Agrupada Anísio de Abreu, tendo como diretora e professora Líria Maria da Cruz Coutinho, a primeira professora formada em Magistério, nesse período ainda conservava os costumes das escolas dos índios, sendo que homens e mulheres estudavam separados. Existindo várias turmas nessa escola e todas ministradas pela Profª Líria Maria. A professora Líria Maria da Cruz Coutinho, filha de pais de classe média, teve o privilégio de continuar seus estudos na capital, embora com grande dificuldade se deslocava de Jaicós a Teresina a cavalo.
No mesmo ano foi fundada uma escola privada, mas não recebiam remuneração.
Nessas escolas estudavam várias celebridades jaicoenses, como: Alberto Bessa Luz, Padre David Leal, José Ramos Dias, que mais tarde tornou-se seu genro. O Colégio João Pessoa deixou de existir por um espaço de tempo, mas o mesmo desembargador reativou com o nome de Padre Marcos, continuando privado e sem remuneração. Estudando nessa segunda fase, Humberto Reis, Luiz Coutinho e muitas outras famílias de Jaicós.
Já a partir de 1.941, passou a existir os professores formados, que se formaram em Teresina, Petrolina e Crato, formando o quadro de professores.
Alberto Bessa Luz, Deputado e Prefeito de jaicós, foi o fundador da CNEC no estado do Piauí e o criador, em 1.952, do Ginásio Padre Marcos de Jaicós, que na época era CNEG. Campanha Nacional de Educandários Gratuita, que mais tarde passou a se chamar CNEC, Campanha Nacional de Escolas da Comunidade.
Alberto Bessa Luz, homem público que prestou no setor secundário gratuito, relevantes serviços à mocidade humilde piauiense e jaicoense.

    Hoje, a educação de Jaicós está muito elevada, pois, contamos com 46 escolas, sendo:
  • Cinco da rede estadual de 1ª a 4ª série;
  • Uma de 5ª a 8ª;
  • Uma de Ensino Médio;
  • Um Pólo Universitário (UESPI).

     

    Rede Municipal, 34 escolas, sendo:
  • Trinta e duas da alfabetização a 4ª série;
  • Duas de 1ª a 8ª série.

     

    Rede particular, 04 escolas:
  • Uma do pré a 8ª série;
  • Duas do Ensino Médio (uma do Magistério e outra do Ensino Científico);
  • Uma do 3º Grau (Universidade Evangélica Cristo Rei).

     

Dando ênfase a ESNAL (Escola Normal Alberto Luz), por ser a primeira Escola em formação de professores em Magistério na Cidade de Jaicós e de outras cidades circunvizinhas, esta inaugurada em 13 de junho de 1.987, tendo a frente o diretor José Rafael Filho, que muito tem contribuído pelo seu desenvolvimento.
Nessa época, foi fundado também em Jaicós, a Escola Agrotécnica de Jaicós, onde muitos jovens e pessoas interessadas no curso tiveram oportunidades de realizar este curso, só que hoje já se desativou.
A educação de Jaicós está se valorizando cada vez mais, pois a ESNAL já formou centenas de professores; Jaicós também já conta com mais de cem professores na UESPI de Picos e agora noventa na UESPI de Jaicós, e já temos também professores pós-graduados e outros graduando, se elevando cada vez mais o nível educacional de Jaicós.

FONTE: Pesquisa realizada por alunos do curso de História da UESPI - enviado por Otávio José Veloso